Você está em: Notícias

Notícias

TRANSPORTE COLETIVO É DEBATIDO COM A POPULAÇÃO

Data: 20/02/2018

COMPARTILHE:
A+ A-

 Uma audiência pública sobre o Transporte Coletivo foi realizada na Câmara de Rondonópolis na noite desta segunda-feira (19). O plenário Ulisses Guimarães ficou lotado de líderes comunitários, cidadãos e autoridades. O vereador e presidente da Casa de Leis, Rodrigo da Zaeli (PSDB), foi quem conduziu a reunião, onde a população pôde fazer sugestões e reclamações referentes aos serviços prestados pela empresa que está atuando na cidade. Esta vem atuando sem contrato, pois a concessão está vencida desde 2013.

“Uma licitação foi feita no ano de 2016, mais não teve nenhuma empresa interessada em prestar o serviço, tornando-a deserta. Precisamos nos adequar a realidade, fazer um edital que seja viável para o empresário, bem como, que não onere demais o bolso do usuário. Se colocarmos muitas exigências vai encarecer a passagem, precisamos ter qualidade, sem exageros”, explicou Zaeli.

A presidente da União Rondonopolitana de Associações de Moradores de Bairro – Uramb, Nilza Serqueira, concorda com Zaeli. “Eu sou usuária e com propriedade digo que queremos ônibus de qualidade e que cumpra os horários. Não temos usuários suficientes para cobrir as despesas de ônibus com condicionadores de ar e wi-fi. Temos que cair na real e percebermos que nossa realidade é outra”, disse.

Os usuários do transporte coletivo também defenderam a realização de audiências sobre o assunto nos bairros. “Muitos não têm como vir até aqui, porque o transporte coletivo atrasa, ou porque se sairmos muito tarde não encontramos mais transporte. O que queremos e precisamos é de respeito e condições de tráfego para a empresa que chegar”, defendeu Alzira Garcete, presidente do bairro André Maggi.

O secretário de Transporte e Trânsito do mu8nicípio, Rodrigo Metello, disse que um pré-projeto foi elaborado e nele comtempla veículos com wi-fi, ar condicionado, GPS para que os usuários possam monitorar os veículos e saberem qual horário eles passarão nos pontos de ônibus, bem como câmeras de segurança. Também consta no pré-projeto a exigência de ônibus articulados.

“Há uma dificuldade que pode ser atribuída a falta de contrato firmado entre o poder público e a empresa, o que nos impede de cobrar ou até fazer exigências. Quanto a aumentar o número de veículos e de linhas, tudo vai depender do número de passageiros por quilômetro rodado – IPK. Vamos ouvir a população e colher sugestões para melhorar a minuta do projeto”, disse Rodrigo Metello.

Zaeli explicou que todas as sugestões e reclamações serão apresentadas pela Câmara de Rondonópolis ao prefeito Zé Carlos do Pátio e que, além disso, vão atuar junto aos secretários de Transporte e Trânsito e Administração para que o projeto atenda as necessidades da população, bem como seja viável aos empresários.

“O objetivo é acelerar a licitação e que, o mais importante, haja empresas interessadas em prestar o serviço. A população não pode mais sofrer com um transporte sem qualidade. Também é preciso reconhecer o trabalho da empresa que tem atendido nossa cidade até agora, eles vem trabalhando sem contrato para a população seja atendida. Não podemos deixar de destacar isso”, concluiu Zaeli.

IMAGEM ANEXADA


Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

+ Notícias
Endereço

RUA CAFELÂNDIA, 434
Bairro: LA SALLE
RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

Contato

Fone: (66)3410-9700
Horário de Atendimento: 12h as 18h

Como Chegar
© Copyright 2017-2018 Câmara Municipal de Rondonópolis